Blog

dr_fernando_post_tireoidite-de-hashimotov2
27 agosto , 2018

Tireoidite de Hashimoto e ovários policísticos: existe uma conexão?

A resposta rápida é sim. Se você foi diagnosticado com síndrome dos ovários policísticos, ou PCOS, você está bem ciente de que os seus níveis hormonais estão fora de equilíbrio. Sintomas comuns incluem irregularidade menstrual, acne problemática e crescimento excessivo de pêlos. Você pode lutar com o seu peso, devido às perturbações que a SOP causa ao seu metabolismo, e pode ter dificuldade em engravidar também. Além disso, corre o risco de ter uma tireoidite de Hashimoto.

 

Uma equipe de pesquisadores, da Alemanha, examinou os prontuários de 827 mulheres com SOP que estavam recebendo atendimento de uma clínica de fertilidade ambulatorial. Eles pesquisadores estavam interessados ​​em aprender mais sobre os problemas metabólicos e reprodutivos comumente observados nesses pacientes.

 

De acordo com sua análise, publicada na revista Experimental and Clinical Endocrinology & Diabetes, os pesquisadores descobriram que muitas mulheres com síndrome dos ovários policísticos também podem ter problemas com a tireóide, uma glândula que ajuda a manter processos metabólicos no corpo. Mais especificamente, essa forma de doença da tireoide – a tireoidite de Hashimoto, uma condição autoimune com hipotireoidismo, no qual o sistema imunológico do corpo ataca a tireóide – é três vezes mais comum em mulheres com SOPC do que em mulheres sem.

 

Além de avaliar a prevalência da doença da tireóide de Hashimoto em mulheres que foram diagnosticadas com SOP, Jan Ulrich, MD, e sua equipe também estudaram o impacto que a tireoidite auto-imune pode ter sobre as alterações hormonais.

 

Se você é uma mulher com SOP, seu corpo pode estar produzindo muito andrógeno. Os andrógenos são uma classe de hormônios sexuais masculinos, em particular a testosterona, encontrados em níveis menores, mas necessários, em mulheres também. Níveis mais altos do hormônio podem interferir na capacidade da mulher de engravidar. Por essa razão, muitas mulheres com SOP lutam contra a infertilidade.

 

Surpreendentemente, os pesquisadores descobriram que altos níveis de andrógenos são menos comuns em pacientes que têm ambas as condições: tireoidite de Hashimoto e SOP. Este padrão hormonal foi confirmado mesmo quando se olha apenas para a testosterona – não se encontra um nível aumentado de testosterona em pacientes com ambas as condições. Dr. Ulrich e seus co-autores especulam que a autoimunidade tireoidiana suprime a produção de andrógenos, mas eles não têm uma razão clara do porquê isso acontece.

 

Complicações Metabólicas Similares em SOP e Tireoidite

Os pesquisadores avaliaram o impacto de ter tanto tiroidite de Hashimoto e SOP no ganho de peso e risco para obesidade. Eles usaram o índice de massa corporal (IMC), como um método de avaliar metas de peso. O seu médico provavelmente usará esse valor para determinar se você está com um peso saudável. Em pacientes com síndrome dos ovários policísticos e tireoidite autoimune, o IMC é geralmente mais alto do que os pacientes com apenas uma dessas condições ou nenhuma condição.

 

Dois especialistas em endocrinologia comentaram sobre este estudo: Trevor Angell, MD, um especialista em tireoide praticando no Brigham & Women’s Hospital em Boston, Massachusetts, e um instrutor de medicina na Harvard Medical School, e Mario Skugor, MD, presidente de endocrinologia e metabolismo e professor assistente clínico de medicina no Cleveland Clinic Lerner College of Medicine na Case Western Reserve University, em Ohio.

 

Ambos os especialistas tiveram respostas semelhantes ao achado geral do estudo, isto é, que está claro que a tireoidite de Hashimoto ocorre em muitas mulheres que têm SOP.

“Uma associação entre a doença autoimune da tireóide e um fenótipo da síndrome do ovário policístico tem sido frequentemente – mas não universalmente – descoberta, por isso a sugestão de aumento da prevalência de tireoidite de Hashimoto em pacientes com síndrome dos ovários policísticos não é surpreendente”, diz o Dr. Angell EndocrineWeb.

 

Dr. Skugor concorda e defende: “A população estudada vem de uma clínica de fertilidade, e uma vez que ambas as condições – SOP e tireoidite autoimune – comprometem a fertilidade, e é mais provável que ambas as doenças metabólicas, que têm uma ligação genética, sejam encontradas nesses pacientes”.

 

Autor

Dr. Fernando Almeida

Endocrinologista

Quer mais cursos e dicas?